sábado, 31 de agosto de 2013

Vai Comprar uma Impressora da HP? Compre uma EPSON com Bulk de Tinta

Há alguns anos, quando se falava em impressora boa, pensava-se em HP, mas isso mudou de uns tempos para cá. Eu mesmo, três anos atrás, comprei a C4780 e me arrependi profundamente, até fiz um post sobre isso.

Com mais de um computador em casa, queria uma maquina wireless e como usava muito tinta, queria uma que fosse possível recarregar. A minha antiga bem fácil de ser reabastecida então fiz a aquisição baseado no histórico de confiabilidade da marca. Até então, havia comprado três HPs e uma EPSON. Somente a última quebrou. As outras eu troquei por causa da obsolência.
Dessa vez foi diferente. A Linha C4700 da HP e todas as mais modernas passaram a vir com ridículos 6 ml de tinta em cada cartucho. As mais antigas vinham com 10 ou até 20 ml. Ainda assim, era possível recarregar com certa facilidade, mas a empresa decidiu aplicar um golpe em seus consumidores.

A C4780 da HP se encarrega de dizer para você que o cartucho está estragado, mesmo que ele não esteja. Existe um software embutido que faz esse controle e tenta te impedir de fazer a recarga. Ele conta a quantidade de vezes que o cartucho entra e sai da máquina. Como se isso não fosse suficiente, a tinha ainda vem com um elemento oxidante para estragar o cartucho, fazendo com que ele dure menos.

Como minha vida mudou, parei de usar impressoras e doei a minha odiada HP. Larguei ela em um lugar onde alguém pudesse pegar, mas a minha atual companheira tinha outra, com fio, comprada na CTIS, loja mais cara do mundo, modelo F2050. Tudo que eu disse da minha, se aplica a esta máquina. Os cartuchos custam 40 reais em média, vem com um cuspe de tinta e recarregar é muito difícil. Usavamos pouco, então, o cartucho estragava por causa da tinta.

Como os meninos cresceram e a escola passou a demandar mais impressões, pensei que precisava de uma impressora que fosse wi-fi e com bulk de tinta. Fui pesquisar e logo descobri a EPSON L355. Para a minha surpresa, vem com bulk oficial embutido.

Pensei comigo: porque pagar R$ 400,00 numa HP, me irritar para recarregar ou comprar toneladas de cartuchos se eu posso comprar uma EPSON por R$ 700,00 e nunca mais vou passar raiva, nem vou gastar rios de dinheiro com tinta?

Pois bem, lá fui eu. Comprei na Kalunga, o lugar mais barato que encontrei e pasmem: a EPSON vem com 70 ml de tinta para cada cor. Vou repetir. 70 ml para cada cor. 280 ml de tinta no total. Se cada cartucho da HP custar R$ 40,00 e vier com 6 ml, o que é o normal, eu teria que gastar mais de R$ 1800,00 para conseguir a mesma quantidade de tinta. Se eu fosse recarregar, gastaria menos, mas me irritaria muito mais e teria que continuar comprando cartuchos mesmo assim.

No final das contas, a EPSON pensou e escolheu a melhor solução: "se não posso ir contra o mercado de bulk e recarga de cartucho, vou me juntar a ele. Vou vender minha impressora mais caro, mas com bulk e vou vender tinta no mesmo preço do mercado." Um golpe no coração da decadente HP.

Para terminar, um pote de 70 ml de tina EPSON oficial custa R$ 35,00. Preço equivalente ao cartucho HP com 6 ml, mesmo preço de 100 ml da tinta extra-oficial. Historicamente, a EPSON sempre consumiu mais do que a concorrente, mas mesmo assim, tenho absoluta certeza que é infinitamente mais econômica.

Só o tempo dirá se é uma boa máquina ou não, mas preciso confessar que me senti muito feliz por me livrar da HP, uma marca que eu admirava e hoje detesto. Em breve, farei o relato sobre o meu notebook HP. Aí, é muito pior, porque nem funcionar ele funciona.