sábado, 21 de abril de 2012

CMMI para Concursos - Parte 2 - Componentes do Modelo

Clique aqui para ver a Parte 1 do resumo de CMMI. Lembre-se que este é um resumo meu e sugestões de melhoria são bem vindas

O CMMI possui 22 áreas de processo e seus componentes são dividos em 3 tipos diferentes: em retângulos arredondados estão os componente requeridos (obrigatórios),  em losangos estão os esperados e elipses os informativos.

As Áreas de Processo (PA) podem ser referidas simplesmente como processos. "Conjunto de práticas em uma área que quando implementadas CONJUNTAMENTE (e não individualmente) satisfazem a um conjunto de metas consideradas importantes para realizar melhorias significativas naquela área"

Todas as áreas de processo são comuns às representações contínua e por estágios.

Cada área de processo possui metas específicas (SG - Specific Goals) e metas genéricas (Generic Goals).

Metas e Práticas Específicas

As metas específicas (SG), como nome diz, se aplicam espeficicamente a uma área de processo e descrevem os resultados que devem ser alcançados para satisfazer a área de processo. Os processos do CMMI possuem de 1 a 3 metas específicas por processo. São componentes requeridos.

Abaixo das metas específicas, existem as práticas específicas (SP - Specific Practice) que descrevem atividades importantes para satisfazer .as metas específicas. São componentes esperados. São as atividades (praticas) que devem ser feitas.

Metas e Práticas Genéricas
As metas genéricas (GG) são chamas assim porque são utilizadas em várias áreas de processo. Existem metas genéricas para os níveis de CAPACIDADE de 1 a 5 e para os níveis de MATURIDADE 2 e 3. São componentes requeridos.

Abaixo das metas genéricas existemas praticas genéricas (GP) que descrevem as atividades para que seja possível alcançar as metas genéricas. São componentes esperados.

Como exemplo, temos a meta genérica Institucionalizar um Processo Perenciado, que possui uma prática genérica chamada Estabelecer uma Política Organizacional.

Classificação dos Componentes

Componentes Obrigatórios - Metas específicas e metas genéricas. Devem ser alcançados e serão utilizados em uma avaliação da organização. 

Componentes Esperados - Práticas específicas e práticas genéricas. Dizem o que PODE ser feito para satisfazer um componente requerido, mas é possível substituir por práticas alternativas. Em uma avaliação da organização é esperado que esses componentes tenham sido implementados conforme descritos. A execução da prática pode ser substituída por uma prática alternativa aceitável (que gere os mesmos resultados). 

Componentes Informativos - Os outros componentes são informativos, auxiliares e até mesmo dispoensáveis. Auxiliam no entendimento das metas e práticas. Exemplos: objetivos e descrições das áreas de processo, produtos de trabalho típicos, subpráticas, notas introdutórias. 

O glossário não é um componente requerido, esperado nem informativo. Os termos do glossário devem ser interpretados no contexto do modelo de componente em que aparecem.